Lugares para jogar Pokémon Go em Belém

Com a chegada do Pokémon Go  no Brasil a preocupação com os assaltos aumentou já que ao contrário de muitos jogos precisamos ir para a rua. Entretanto, tem como jogar e se sentir um pouco mais seguro. Neste post darei dica de lugares para jogar Pokémon Go em Belém.

thah-de-pavulagem-pokemongo

Tentei reunir os lugares com maiores números de pokestops e ginásios. Obviamente Belém tem muito mais espalhado, ok? Serve como dica de passeio também.

thah-de-pavulagem-pokemongo6

– Museu Paraense Emílio Goeldi
Com três Pokestops e muitos Pokémons o Museu com certeza é meu lugar favorito. A entrada custa R$3 e além de poder jogar com tranquilidade e segurança ainda temos a oportunidade de estar em contato com a natureza e bater fotos muito bonitas com e sem Pokémon.

Andou muito e está com sede? Tem lugar para comprar água, refrigerante e salgados dentro e fora do Museu.

Endereço: Av. Magalhães Barata, 376.
Horário de funcionamento: Quarta a Domingo das 9h às 17h. Sendo que abrirá na segunda dia 15/08/2016 das 9h às 17h devido ao feriado estadual Adesão do Pará.

– Parque da Residência
Com quatro Pokestops, um ginásio e bastante Pokémons, o Parque é uma excelente opção. Entrada grátis, policiado, mas sem estacionamento. Além de tudo podemos contar com o famoso bonde da Cairú. Então, andou muito tem onde comprar água e tomar um sorvete delicia.

Endereço: Av. Gov. Magalhães Barata, 830 – Nazaré
Horário de funcionamento: terça a domingo das 9h às 19h inclusive feriados

– Estação das Docas
Com 14 Pokestops e um Ginásio, a Estação é mais um excelente lugar para jogar. A entrada é grátis, mas para quem for de carro o estacionamento custa R$3 a hora.

Outro ponto positivo é que temos vários lugares para comer. Seja tomar sorvete, tomar tacacá ou somente uma água, encontramos por lá.

Endereço: Av Boulevard Castilho s/n Bairro Campina.
Horário de funcionamento: segunda e terça das 10h às 0h; quarta 10h às 1h; quinta, sexta e sábado 10h às 3h e domingo 9h às 0h.

– Centro Arquitetônico de Nazaré (CAN) e Basílica Santuário de Nazaré
É um lugar aberto, porém com policiamento. Duas Pokestops na praça e uma na lateral da Basílica, bastante Pokémon e entrada grátis.

Por perto temos muita variedade de lanches! No próprio CAN tem carrinho de pipoca e algodão doce e próximo temos MC Donalds, várias barracas de comidas tipicas, Habbis e Lojas Americanas.

Endereço: Av. Nazaré, 1300
Horário de funcionamento:

thah-de-pavulagem-pokemongo4

– Bosque Rodrigues Alves
Assim como o Museu é um lugar fechado, seguro e com oportunidade de estar em contato com a natureza. Lá encontramos quatro Pokestops e muitos Pokémons. A entrada  custa R$2, sendo gratuito para crianças de até 6 anos e crianças de 7 anos a 12 anos pagam R$1.

Dentro e fora também temos lugares para comprar lanche e água. Não tem estacionamento. Bem em frente tem a torre da RBA que é um ginásio.

Endereço: Avenida Almirante Barroso, Nº 2305 (entre as Travessas Perebebuí e Travessa Lomas Valentina)
Horário de funcionamento: terça a domingo 8h às 17h.

– Praça da República:
Não é um lugar fechado, porém é uma excelente opção para o domingo! Com sete pokestops e dois ginásios, vamos aproveitar! Perto temos uma lojas americanas, dois carrinhos de sanduíche e no domingo muitas barracas de lanche.

Endereço: Av. Pres. Vargas, 814
Horário de funcionamento: aberto 24h

– Praça Batista Campos:
Também não é um lugar fechado, mas é uma excelente opção para jogar! Com cinto pokestop e um ginásio, só falta a água de coco! Lembrando que por perto tem supermercado, Cairú e Bobs para o lanche daqueles que ficarem por tempo por lá.

Endereço: Tv Padre Eutiquio, S/N
Horário de funcionamento: aberto 24h

thah-de-pavulagem-pokemongo1

– Mercado de São Brás
O lugar é aberto 24h e policiado. Não tem muita coisa a se fazer por lá, mas tem quatro Pokestops. Se estiver de passada por lá não custa aproveitar e reabastecer. Duas pela Almirante Barroso e duas pela José Bonifácio.

thah-de-pavulagem-pokemongo2-

– Rodoviária
Um pouco depois do Mercado, temos na Rodoviária com mais uma Pokestop. Lugar aberto, com policiamento. Entrada grátis.

Endereço: Praça do Operário, s/n
Horário de funcionamento: aberto 24h

– Praça da Leitura
Ela fica em frente a Rodoviária e temos duas Pokestops e um ginásio. Aberta 24h.

thah-de-pavulagem-pokemongo10

– Universidade Federal do Pará – UFPA
Juro que não consigo entender como os alunos conseguem estudar por lá depois que vi como está a UFPA de Pokestop e ginásio. Esse com certeza é um excelente lugar para jogar.

Com 14 Pokestops e 3 ginásios, a UFPA dispara em ser o melhor lugar para jogar aqui em Belém. Não precisa pagar entrada e de quebra encontramos a venda deliciosos completos, cachorro-hot e água a vontade huuuum.

Jogo Pokémon Go e tento desmistificar muitas falas contrárias a ele. Gosto muito dos pontos turísticos da minha cidade e como usuária posso dizer que nunca vi eles tão lotados. Cansei de ir ao Museu no final de semana e não ter ninguém.

Não, as pessoas não vão para lá somente para ficar no celular. Elas vibram, ajudam umas as outras, dão dicas, fazem amizades e reveem as antigas também. Seu filho está jogando ou quer jogar? Faça disso um motivo de aproximação entre vocês.

O jogo faz com que as pessoas brinquem, se estimulem, façam amizades, conheçam lugares novos, andem, peguem Sol. Sinceramente não vejo como algo ruim. Precisamos entender que quem faz o jogo ser bom ou ruim somos nós.

Gostaram das dicas? Compartilhem com seus amigos!

Beijos,

Thálita Montenegro é formada em licenciatura plena em pedagogia, pós-graduada em Educação Especial e professora. Criou o blog Thah de Pavulagem em 2011 por amar escrever e compartilhar suas experiências. Paraense, 27 anos, sagitariana, louca por livros, academia e tudo do universo feminino

VEJA TAMBÉM

Doação de cabelo – 30 antes dos 30 #1

No post sobre as minhas metas de 2016 disse que uma delas era começar a tag 30 antes dos 30 e a primeira meta era a doação de cabelo. Aqui está a meta cumprida! Sei que o cabelo longo é o sonho de toda mulher, que chama atenção e eu amo muito, porém este ano é um ano de mudanças e de desprendimento.

thah-de-pavulagem-doacao-de-cabelo

Entrei na faculdade em 2007 e todo mundo já me conheceu de cabelo grande, conheci o namorado com cabelo grande, saí da faculdade com cabelo grande, entrei na especialização com cabelo grande, estudei pra concurso com cabelo grande, saí da especialização com cabelo grande, entrei na Seduc com cabelo grande e agora em 2016 quero mudar um pouco as coisas. temos que lembrar que nosso cabelo cresce e de várias pessoas não.

A ORVAM (Organização dos Ribeirinhos Vítimas de Acidente de Motor) é uma ONG fundada em 2011 e é a única do Pará que trabalha diretamente em prol das pessoas vitimas de escalpelamento. Para quem não sabe é um acidente brusco e acidental que arranca o escalpo (couro cabeludo arrancado do crânio) humano. Muito comum no Norte do Brasil provocado pelo motor sem proteção dos barcos.

No dia que deixei os cabelos lá fiz algumas perguntas para ajudar vocês que também estejam pensando em cortar os cabelos. Quero com isso conscientizar sobre a importância de não jogar os cabelos fora como muitas meninas disseram ter feito por não saber que poderiam doar. Vamos as perguntas?

Qual o endereço da ONG?
Av. João Paulo II lote 134 entre Mariano e Coração de Jesus
Castanheira
CEP: 66645-240
Belém-PA

Horário de funcionamento?
Segunda, quarta e sexta das 8h as 17h e não fecham para almoço.

Quantas pessoas estão cadastradas para receber as perucas?
121 integrantes

Qual o tamanho ideal para doar?
30 cm. Entretanto, recebem também outros tamanhos de cabelo.

Cortam o cabelo lá?
Não. A pessoa que quiser doar tem que ir ao salão e pedir ao cabeleireiro fazer vários rabos de cavalo com uma liga bem firme e cortar.

Para confeccionar uma peruca é necessário 10 metros de cabelo que equivale a cinco cortes dependendo do volume. Cada peruca dura em torno de 1 ano e meio a 2 anos. Fazendo as contas vemos a necessidade de divulgar este trabalho tão bonito e importante.

No momento a ONG está sem parcerias e estão precisando de doações em dinheiro também. Pessoas de fora de Belém também podem ajudar. A ajuda servirá para pagar energia, segurança, manutenção das máquinas e sede, internet, telefone, touca para as perucas, banner, folder e também para enviar perucas para outros municípios e mulheres acometidas pelo câncer do Ophir Loiola e Hospital Infantil Oncológico. A conta corrente é:

Banco do Brasil
AG 4451-2
C/C 16.007-5

Ah, caso tu queiras ser um voluntário é só entrar em contato pelo telefone acima ou por e-mail contato.orvam@gmail.com . Página no facebook AQUI.


Conhecem alguém que queira mudar o visual? Compartilha este post!

Beijos,

Thálita Montenegro é formada em licenciatura plena em pedagogia, pós-graduada em Educação Especial e professora. Criou o blog Thah de Pavulagem em 2011 por amar escrever e compartilhar suas experiências. Paraense, 27 anos, sagitariana, louca por livros, academia e tudo do universo feminino

VEJA TAMBÉM

Caixa Postal do blog!

Hoje venho contar uma novidade muito legal para mim e pra vocês! O blog agora tem Caixa Postal! Pensem na felicidade da pessoa!

Para eu não ter que divulgar o endereço da casa dos meus pais e futuramente a minha, achei super interessante alugar. Agora posso receber e mandar cartinhas de vocês sem me preocupar com a minha segurança com este endereço não residencial!

thah-de-pavulagem-caixa-postal

Eu iria fazer desde 2015, mas a agência que eu queria não tinha disponível. Até que precisei enviar o mimo do concurso cultural e perguntei se já estava disponível e pra minha surpresa estava! Claro que não pensei duas vezes e fiz.

Como sei que receberei muitas perguntas de como ter uma Caixa Postal, preços, etc, aqui vão algumas orientações para quem quiser ter a sua também:

O que é uma Caixa Postal?
Nada mais é do que um endereço não residencial. Algumas pessoas alugam um local com porteiro para receber suas cartas e encomendas. No caso da Caixa Postal o local é a própria agência dos Correios. Por isso, escolha a agência mais próxima de sua residência ou mais acessível possível.

Sabe quando a gente entra em uma agência e tem uma parede de armário com várias gavetas identificadas com um número? Cada uma dessas gavetas é uma Caixa Postal. Uma chave fica na agência e outra chave fica com o ‘dono’ da Caixa Postal para ter acesso as suas cartas.

Através dela podemos receber cartas e caixas maiores. Porém, só as cartas ficam na gaveta e quando tem alguma caixa maior recebemos um aviso para pegar no balcão. Muito prático!

O que precisa para alugar uma Caixa Postal?
Para pessoal física só precisa do RG, CPF e comprovante de residência (original e cópia). Caso seja pessoa jurídica, veja no site dos Correios AQUI os documentos necessários.

Tudo ok, a atendente te dá um termo/contrato para assinar e depois do pagamento te dá a chave do armário/Caixa Postal. Caso a chave seja perdida/roubada, pagas uma taxa de R$25.

Quanto custa?
R$40 – semestral
R$75 – anual
R$150 – bienal

Outras orientações:
– Lembrando que quem for mandar algo para a Caixa Postal de alguém, é como se estivesses mandando para a residência e não pagará taxa a mais por isso.
– Quando o contrato terminar, o contratante receberá um aviso e poderá renovar ou não.
– Lembre de olhar a Caixa Postal de 15 em 15 dias. Por isso a importância da agência ser perto de sua casa, pois passando 15 dias, a encomenda volta ao remetente.
– Os Correios não avisam quando chega algo em sua Caixa Postal.
– Para saber quais agências em sua cidade têm esse serviço é só apertar nesse link AQUI.

Qual a Caixa Postal do blog?
caixapostal

Gostaram do post? Estou super empolgada para receber minha primeira cartinha por lá! Assim que algo for chegando mostro pra vocês.

Beijos,

Thálita Montenegro é formada em licenciatura plena em pedagogia, pós-graduada em Educação Especial e professora. Criou o blog Thah de Pavulagem em 2011 por amar escrever e compartilhar suas experiências. Paraense, 27 anos, sagitariana, louca por livros, academia e tudo do universo feminino

VEJA TAMBÉM

APA Ilha do Combú – Pará

Eu disse que era meta o #thahpavulando e aqui está o nosso primeiro! Estou muito feliz em poder trazer esse quadro pro blog, porque eu vejo muitos amigos de outros estados que querem vir a Belém, mas não sabem muito o que podem fazer, o que vão encontrar, quanto vão gastar. Nada melhor do que ajudar e estamos começando com um lugar maravilhoso: a Ilha do Combú.

 

ilhabl

A Área de Preservação Ambiental Ilha do Combú localizada a 1,5km de Belém, pois eu também queria muito conhecer. A ilha tem 15 km² e muita coisa para explorar. Eu fui já na hora do almoço, mas quem quiser aproveitar tudo, sugiro que vá bem cedo. Acredito que essa seja a parte 1, porque quero muito fazer a trilha por dentro da Ilha.
Para chegar ao Combú temos que pegar um barco na Praça Princesa Isabel que fica no final da Avenida Alcindo Cacela (muito fácil de chegar) com a Avenida Bernardo Saião. Pisou na praça é só dizer o restaurante que tu vais que eles te orientam qual barco pegar. A viagem custa R$5 a ida e R$5 a volta por pessoa (pra restaurantes mais perto custa R$4 cada trajeto por pessoa). Não tem como comprar o ticket por internet, porque é tudo muito simples e o pagamento é no dinheiro.
Fui de carro e escolhi colocá-lo em um estacionamento privativo localizado na própria praça que a diária é 15 reais (fica a dica). Achei ótima essa facilidade e o preço, já que em alguns estacionamentos custam 5 reais somente 2 horas. Fui muito bem tratada por todos os funcionários.
Escolhemos ir ao Restaurante Chalé da Ilha do Combú por recomendação e foi maravilhoso! Chegamos em 20 minutos no máximo, Ah, o restaurante mais conhecido na Ilha é o Saldosa Maloca. Acredito que seja porque ele é bem próximo ao porto. Quem sabe na próxima iremos lá mostrar pra vocês!
O Chalé me lembrou demais a minha infância de igarapé. Aliás, eu jurava que a água seria gelada, mas estava muito gostosa. Escolhemos ficar em uma mesa na beira da água e deu tranquilo pra gente largar as coisas lá e tomar um banho. Pra quem não gosta de brega lá só toca MPB (de regional tocou carimbó).
De entrada pedimos uma casquinha de caranguejo e quase chorei quando vi que era casquinha de verdade! Antigamente a gente ia a qualquer lugar e o caranguejo era servido dentro da casquinha do caranguejo (por isso o nome) e hoje é servido no prato. Lá eles mantêm a tradição! Vinha farofa e vinagrete de acompanhamento. Uma delicia e a polpa muito bem catada.
Para almoçar eu queria peixe! Pense em uma pessoa que ama peixe! Escolhi um tambaqui. Como não sabíamos se um P daria para dois, pedimos um M. A garçonete também ficou em dúvida quanto ao tamanho, mas pedimos um M. Quando o prato chegou ela disse que trocou o nosso pedido pra tamanho P, porque iria dar (e deu). Achei super gentil da parte dela!

Pedi para beber um suco de muruci que estava uma delicia e veio sem açúcar. Ótimo pra quem não pode adoçar ou usa um adoçante especifico. Eu quase não coloquei açúcar, pois a fruta estava doce (Tudo muito natural, É que nem o açaí que aqui é bem docinho quando batido na hora. Congelou, já era).

Terminando o muruci pedi um copo de suco de cupuaçu que também estava muito bom. Porém, tem a opção da jarra de suco que fica mais em conta. Como o namorado ficou na cerveja, escolhi o copo pra não estragar comida.

Para fechar o dia de comilança pedimos de sobremesa um creme de cupuaçu e um pudim de leite que estavam maravilhosos. Pra gente bastava ter pedido só uma sobremesa, porque a quantidade era bem generosa.
Mesmo que eu não tivesse gostado do restaurante, a viagem já valeria super a pena. Eu recomendo irem a um restaurante mais distante como esse que fomos pra aproveitarem bem a vista e baterem muitas fotos lindas! Eu nem parecia paraense de tão abobalhada que fiquei. Se tu gostas disso, vais ver no vídeo que o que eu falo é verdade.
Vamos fazer as contas do passeio para duas pessoas? No restaurante gastamos R$101 (já com 10% de gorjeta) + R$15 de estacionamento + R$20 de passagem de barco = R$136 ao todo. Achei o preço bem agradável olhando a viagem inteira e os momentos tão bons.

Essa foi a minha experiência! Espero muito que vocês tenham curtido tudo junto comigo, porque foi um dia incrível! Estou muito feliz em poder mostrar um pouco mais da minha cultura no blog, porque esse sempre foi um dos objetivos dele (vejam pelo seu nome).

Beijos,

Thálita Montenegro é formada em licenciatura plena em pedagogia, pós-graduada em Educação Especial e professora. Criou o blog Thah de Pavulagem em 2011 por amar escrever e compartilhar suas experiências. Paraense, 27 anos, sagitariana, louca por livros, academia e tudo do universo feminino

VEJA TAMBÉM

Batons liquidos matte da Tom Vivo

Adoro novidades! Ainda mais quando essas novidades são de produtos BBB (bom, bonito e barato). Quem não?
Conheço a marca Tom Vivo desde 2010 mais ou menos. Eu postava as minhas unhas no Flickr e por ser uma marca paraense todas as meninas ficavam de olho porque realmente tinham cores bem diferentes das marcas brasileiras e sem contar que eram muito baratinhos.
thah-de-pavulagem-batons-liquidos-matte-tom-vivo
Agora eles estão ampliando o mercado e entraram no ramo da maquiagem também! Começaram com os batons matte tanto normal quanto os líquidos, mas eu comprei os batons líquidos por serem os nossos (meus) queridinhos.
São 8 cores por enquanto que vai do nude com fundo rosa/coral ao roxo azulado. Das 8 cores só não gostei de uma, a mais clara, pois não fica uniforme nos lábios. As outras cores eu amei demais!
A fixação não é das melhores, pois sai fácil dos lábios e dependendo do evento isso pode ser ruim ou bom. Pra mim isso não influencia, porque eu prefiro que o batom saia em sua totalidade de maneira fácil do que ficar na boca só nas laterais por ter saído do centro.
É um batom confortável, não fica grudento que quando encostamos um no outro parece que estamos com um kg de manteiga e nem resseca demais a ponto de parecer que estamos com um kg de cimento. Senti o quanto ele é gostoso nos lábios quando tive que tirar e colocar batom pra fazer esse post e não fiquei com a boca machucada. Não craquelou.
A pigmentação é surpreendente! Acredito que dê pra vocês enxergarem isso no vídeo. As cores escuras mancham um pouco os lábios por serem bem pigmentados, mas nada que fique estranho quando o batom sai dos lábios.
Ele tem gosto e cheiro! É um gosto de tutti-frutti muito gostoso e nada enjoativo. Sempre falo sobre isso quando faço post de produto porque nem todo mundo gosta. O cheiro desaparece depois de alguns minutos aplicado.
Os batons da Tom Vivo são vendidos na loja física chamada Casa da Maquiagem que fica na 13 de Maio (centro comercial de Belém) entre Padre Eutíquio e Sete de Setembro. Eles tem page no face e pra quem mora fora de Belém pode entrar em contato com eles nesse link AQUI. Custam R$10 cada e achei super justo o preço. Pra quem for revendedora ou quiser todas as cores e economizar, pode comprar o kit com 12 unidades que custa R$72.

Gostaram? Já são meus queridinhos!

Beijos,

Thálita Montenegro é formada em licenciatura plena em pedagogia, pós-graduada em Educação Especial e professora. Criou o blog Thah de Pavulagem em 2011 por amar escrever e compartilhar suas experiências. Paraense, 27 anos, sagitariana, louca por livros, academia e tudo do universo feminino

VEJA TAMBÉM