5 Filmes para assistir #6

Mais um post com filmes maravilhosos! Cada um diferente do outro, com história emocionantes e engraçadas. Este é o 5 filmes para assistir 6, mas confere o post anterior também que tá muito bom!

1 – I Origins (O universo no olhar) – 2014
Filme maravilhoso que faz a gente pensar e repensar sobre ciência e religiosidade. O filme também fala de amor e escolhas. Não é um filme para assistir por assistir. Esteja concentrado, porque tem muita cena que pode passar despercebida.

Ele fala sobre um médico que não acredita nada além do que a ciência e pesquisa sobre a iris das pessoas. Ele se apaixona por uma moça com convicções muito diferentes das suas e essa aproximação o faz ir atrás de outras explicações.

2 -What’s Your Number? (Qual seu número?) – 2011
Quem não gosta de filmes de comédias e ainda românticos? Eu adoro! Principalmente para assistir entre um filme mais cabeça!

Este filme fala sobre a Ally. Ela lê em uma revista que as mulheres em média tem 10,5 parceiros durante a vida e que aquelas que passam dos 20 parceiros tem mais dificuldade em casar. Horrorizada ela conta que já teve 19 parceiros e pede ajuda para o seu vizinho para encontrar os ex namorados e assim não ter mais parceiros.

3 – Okja – 2017
Filme deste ano, saído do forno pela Netflix! Uma empresa cria uma nova espécie animal, o ‘super porco’. Ela é criada em laboratório, mas pra despistar a população eles enviam 26 delas pra fazendas em países distintos para permanecerem por 10 anos.

Neste período estes super porcos estarão participando de um concurso para escolherem o o melhor. Okja foi criada solta e em convívio com uma garota chamada Mija. Quando a garota percebe que está prestes a perder a amiga, ela luta para ficar com ela. Um filme muito emocionante e triste.

4 – A viagem de Chihiro (Sen to Chihiro no Kamikakushi) – 2003
O filme conta a história de Chihiro. Ela está bem chateada porque está se mudando e no meio do caminho percebe que seu pai se perdeu. Eles param em frente a um túnel e os pais curiosos acabam entrando. Para não ficar para trás só, Chihiro entra também.

Os seus pais acabam achando um banquete e começam a comer enquanto ela passeia. Ao voltar viu que eles se transformaram em gigantescos porcos. Esse é só o inicio de uma jornada em um lugar guardado por seres fantásticos.

5 – Lore (2013)
O exercito alemão entrou em choque, o Terceiro Reich chegou ao fim. Essa situação faz a família de Lore se desintegrar. Seu pai primeiramente foge e em seguida sua mãe deixando como recomendação que ela e seus quatro irmãos vão ao encontro da avó que vive em Hamburgo. Será ma caminhada difícil enfrentando todas as dificuldades e perigos.

Espero que tenham gostado das recomendações!

Beijos,

Thálita Montenegro é formada em licenciatura plena em pedagogia, pós-graduada em Educação Especial e professora. Criou o blog Thah de Pavulagem em 2011 por amar escrever e compartilhar suas experiências. Paraense, 27 anos, sagitariana, louca por livros, academia e tudo do universo feminino

VEJA TAMBÉM

5 Filmes para assistir #5

Vamos começar Julho com um dos meus quadros favoritos do blog: 5 filmes para assistir 5! Sim, esse é o post de número 5, então se gosta desse tipo de post, procura pelos outros porque vale super a pena! Vamos então aos filmes indicados:

1 – O lado bom da vida (Silver Linings Playbook) – 2013
Amei este filme! Conta a história de duas pessoas que por motivos parecidos estão passando por dificuldades em todos os campos da vida. Gostei muito por tirar aquela visão perfeita das pessoas e do amor. Dizem que a loucura e o amor são próximos e a gente consegue enxergar com clareza nesta história de forma bem divertida.

Em alguns momentos o clima fica mais dramático mostrando a fraqueza também daqueles que estão ao redor dos atores principais.

2 – Sentimentos que curam (Infinitely Polar Bear) – 2015
Este filme também fala sobre imperfeição no amor! Gosto muito de filmes assim! Porém, este me encantou pela pureza com que é mostra a depressão. Além da depressão o filme mostra outros assuntos como o preconceito e o feminismo/machismo.

É muito belo e diferente do filme anterior por ser um drama, ou seja, mais sério. Confesso que gostei muito do nome do filme em inglês fazendo referência a doença pouco entendida pela filha caçula que chama de “polar bear”. Muito sensível e comovente nos envolve verdadeiramente.

3 – O cara perfeito (The Perfect Guy) – 2016
Filme deste ano e adorei! Nada a ver com os filmes anteriores, ainda assim fala de relacionamento. O filme mais próximo a ele foi o Garota Exemplar, porém esse tem mais suspense.

Fala sobre algo que nós mulheres passamos muito: assédio. Leah tem 36 anos e namorava Dave, porém ele não queria casar. Separam e ela acabou conhecendo Carter que parecia ser o homem perfeito. Quando ela percebe que o jeito protetor dele parece algo mais sério, termina e sua vida sai dos eixos.

4 – O noivo da minha melhor amiga (Something Borrowed) – 2011
Quando comecei assistir disse pra mim mesma: mais uma comédia romântica clichê. Realmente é, porém tem uma pegada a mais. Não é daqueles filmes massantes.

Como o próprio nome do filme em português diz a história é de duas melhores amigas e a que não é a noiva acaba transando com ele. Como ela é a madrinha de casamento muita coisa acontece até final do filme. Falei final? Bom… Assistam que vale a pena.

5 – Boa Sorte – 2014
Filme brasileiro, forte, mas muito pedagógico. Amor, família, drogas, juventude, Aids, vida e morte. Indico para principalmente todos os pais assistirem.

João e Judite estão internados em uma clinica psiquiátrica e acabam se apaixonando. Entretanto, Judite é HIV positivo em fase terminal e tem medo de morrer e atrasar a melhora do João. Muito critico a ponto de me fazer ficar feliz em assistir. Recomendo.

Já assistiram algum desses filmes? Me contem depois se viram  e se gostaram ou não. Nem acredito que ainda estamos no 5 filmes para assistir 5, mas vou postar mais agora das férias.

Beijos,

Thálita Montenegro é formada em licenciatura plena em pedagogia, pós-graduada em Educação Especial e professora. Criou o blog Thah de Pavulagem em 2011 por amar escrever e compartilhar suas experiências. Paraense, 27 anos, sagitariana, louca por livros, academia e tudo do universo feminino

VEJA TAMBÉM

13 Reasons Why: vamos falar dos sentimentos?

A série 13 Reasons Why (Os 13 porquês) está super em alta e nas redes sociais é basicamente o assunto do momento. Aproveitei o final de semana e em dois dias vi toda a série. Valeu super a pena!

Confesso que foi complicado pra mim, pois achei a série forte. Muitas cenas de estupro, de dor e de violência que me sufocaram. Porém, é um assunto que muito me interessa devido ao meu trabalho como professora e obviamente por ser parte de uma sociedade que está inserida neste contexto.

Eu sou um pouco velha e na minha época não existia a palavra bullying, mas ela fazia parte da minha vida assim como de todos nós. Não lembro de ter sofrido bullying antes da minha 8ª série (hoje 9º ano/9), mas tive vários colegas que sim. Algumas vezes lutei por eles e obviamente sofri as consequências que é interessante ressaltar que não me arrependo.

Por lembrar como é a adolescência acredito muito na importância da série e da forma como ela aborda o assunto. Nossos jovens na maioria das vezes não compreendem que cada um reagirá de forma diferente a determinadas situações e levam tudo na brincadeira. Não compreendem que para um é uma coisa boba e para outro é um gatilho para várias consequências.

Bullying não traz somente consequências para quem sofre, mas quem pratica. A série foi maravilhosa nesse sentido, pois mostra que não traz consequências somente jurídicas, mas psicológicas também.

Infelizmente vivemos em uma sociedade que incompreende o diferente. Seja este diferente no físico ou psicológico. O que é muito louco, porque todos nós somos diferentes um do outro em alguma coisa. No máximo somos parecidos com o outro.

O diferente sempre me atraiu! Dentro da licenciatura trabalho com pessoas com deficiência e seja na sala regular ou não vejo um erro gravíssimo: trabalhar a igualdade. Todos nós somos diferentes e acredito na luta pela equidade para assim conquistarmos nossos direitos com justiça.

Sugiro aos pais que antes de deixarem os filhos assistirem a série busquem assistir primeiro para então decidirem se deixarão eles assistirem sozinhos ou se irão acompanhar com eles. Mesmo que deixem eles assistirem sós indico conversarem com os filhos a cada episódio.

Sentimento é algo muito sério e diferente da escola particular os alunos da escola pública não tem orientador como o Sr. Porter na série 13 Reasons Why. Eu sempre me coloquei a disposição dos alunos da escola (não somente os meus) para falarmos sobre os sentimentos e buscarmos juntos compreender tudo. Algo que facilita é eu ser uma professora fisicamente nova, aparento ter a idade deles.

Muitos me procuram, deixo sempre eles colocarem o ponto de vista deles e ao final não coloco meu, mas faço reflexões. Julgar/ pensar o pior é sempre o caminho mais fácil. Difícil é ter empatia, se colocar no lugar do outro.

Somos responsáveis pelo outro! Não tem problema não estar tudo bem, mas juntos podemos passar por qualquer coisa. Tudo ficará mais fácil., acredite.

Vamos começar com coisas simples! Que tal dizer ‘bom dia’ a um desconhecido? Ou um ‘eu te amo’ àquela pessoa que amamos e por isso achamos que não precisamos dizer?

Beijos,

Thálita Montenegro é formada em licenciatura plena em pedagogia, pós-graduada em Educação Especial e professora. Criou o blog Thah de Pavulagem em 2011 por amar escrever e compartilhar suas experiências. Paraense, 27 anos, sagitariana, louca por livros, academia e tudo do universo feminino

VEJA TAMBÉM

5 filmes para assistir #4

Hoje faz 72 anos do Holocausto e acredito ser uma excelente oportunidade de ser o primeiro post do blog este ano. O próximo post será com certeza sobre as metas de 2017. A minha intenção era gravar esse final de semana, mas como fiz uma cirurgia e não estou conseguindo falar direito, fica pro próximo final de semana.

Separei 5 filmes sobre o assunto que além aprendermos um pouco sobre a história, nos faz repensar a vida, nossas atitudes.

1 – O menino do pijama listrado (The Boy in the Striped Pyjamas – 2008)
Sinceramente só vi este filme uma única vez. É um filme pesado e ao mesmo tempo muito lindo. Vale a pena assistir.

O filme se passa na Alemanha e conta a história de Bruno e que tem apenas 8 anos e se muda com o pai e a mãe para um campo de concentração. Sem saber o que o pai faz começa a explorar o local e conhece Shmuel de mais ou mesmo a sua idade e que usa um pijama listrado. A amizade vai crescendo e eles não tem ideia do perigo que correm.

 

2 – Olga (2004)
Filme brasileiro conta a história de Olga Benário Prestes que foi uma militante comunista. Perseguida pela policia, foge para Moscou onde recebe treinamento militar e é encarregada de levar ao Brasil Luis Carlos Prestes. O romance nasce e com ele muita luta pela sobrevivência e o amor.

 

3 – A lista de Shindler (Schindler’s List – 1993)
Um dos filmes mais conhecidos e recomendados. Conta a história de Oskar Schindler comerciante no mercado negro, oportunista, que era membro do Partido Nazista. Porém, ao mesmo tempo amava o ser humano e conseguiu salvar mais de mil judeus no campo de concentração.

 

4 – O diário de Anne Frank (The Diary of Anne Frank – 1959 e Das Tagebuch der Anne Frank – 2016)
Muito batido, mas eu não poderia deixar de fora! Uma jovem de 13 anos se refugiou junto com a família em um esconderijo devido a perseguição com os nazistas. Apesar disso acreditam em dias melhores.

 

5 – A vida é bela (La vita e bella – 1999)
Também muito batido, mas um dos filmes mais lindos. Conta a história de Guido e seu filho Giosué que são levado para um campo de concentração nazista. Afastado da esposa, ele mostra todo o seu amor a seu filho ao usar a sua imaginação para o garoto acreditar que tudo o que passa é uma brincadeira.

Obviamente temos vários outros filmes sobre o assunto e deixo livre os comentários para vocês indicarem! Espero que tenham gostado e que esse seja o primeiro post de muitos deste ano de 2017.

Beijos,

Thálita Montenegro é formada em licenciatura plena em pedagogia, pós-graduada em Educação Especial e professora. Criou o blog Thah de Pavulagem em 2011 por amar escrever e compartilhar suas experiências. Paraense, 27 anos, sagitariana, louca por livros, academia e tudo do universo feminino

VEJA TAMBÉM

Harry Potter: comparação entre coleções

Adoro Harry Potter, mas até hoje eu não tinha os livros. Até que a Submarino colocou as coleções com preços tentadores para festejar o dia do aniversário do Harry e não resistimos. Meu namorado e eu compramos as que estávamos namorando algum tempo e hoje mostro pra vocês as diferenças entre elas para ajudar aqueles que também querem comprar, mas estão em dúvida.

thah-de-pavulagem-harry-potter

A coleção que escolhi é edição especial e custava R$219,90. Comprei por R$99,90 com frete grátis, ou seja, cada livro saiu por R$14,30.  Custo beneficio excelente visto que somente um livro custa R$40 por aí fazendo com que os 7 livros custem R$280.

Ela era a minha paixão por vários motivos! Dentre eles a capa em si ser branca (amo a cor branca). Porém, este também é um ponto negativo, pois este branco da capa irá amarelar com o tempo. A capa também possui detalhe dourado e colorido (cada livro com uma cor diferente) fazendo uma coleção muito diferente e bonita.

Outros pontos positivos é que é uma edição costurada e com capa reforçada, mas sem orelhas. A arte da capa foi feita pela Claire Melinsky e o design por Webb & Webb Design. A coleção contém os sete livros na 2º edição e comprei AQUI.

A coleção do Mauro custava R$276,50, mas ele comprou por R$78,16. Ainda mais barata que a minha e também com frete grátis! Ou seja, cada livrou saiu por R$11,18. Também excelente custo beneficio levando em consideração o preço unitário do livro.

A capa não tem orelhas, mas é emborrachada e muito gostosa de pegar! O titulo do livro é alto-relevo. Dentro do livro em cada capitulo vem uma ilustração que chama bastante atenção e auxilia na imaginação.

A ilustrações de miolo são da Mary GrandPré (Warner Bros) e as da capa de Kazu Kibuishi (Scholastic Inc). Nela vem os sete livros na 1º edição e ele comprou AQUI.

As duas coleções são da editora Rocco que é a editora que detém os direitos aqui no Brasil.

Gostaram?

Beijos,

Thálita Montenegro é formada em licenciatura plena em pedagogia, pós-graduada em Educação Especial e professora. Criou o blog Thah de Pavulagem em 2011 por amar escrever e compartilhar suas experiências. Paraense, 27 anos, sagitariana, louca por livros, academia e tudo do universo feminino

VEJA TAMBÉM